Com saída de Gil, Lula 'perde seu trovador', diz jornal

Jornal destacou que Gil elevou staus da capoeira, do frevo e do samba de roda.

Da BBC Brasil, BBC

31 de julho de 2008 | 05h57

Com a saída de Gilberto Gil do Ministério da Cultura, o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva "perde seu trovador", afirma uma reportagem do jornal espanhol El Mundo.   Veja Também: Gil confirma saída do ministério após conversa com Lula ESPECIAL:Dança das cadeiras no governo Lula  ENQUETE:O que você achou da atuação de Gil no ministério da Cultura?   Perfil de Gil e relembre sua gestão no ministério da Cultura Galeria de fotos: a carreira de Gilberto Gil  O artigo da versão online do diário - que também registra brevemente o fato na versão impressa desta quinta-feira - diz que Gil deixa o Ministério com um balanço positivo, ainda que isso o tenha impossibilitado de fazer tantos shows quanto gostaria. "Gil, de 65 anos e um dos mais emblemáticos representantes da música popular brasileira, disse que pretende deixar que as coisas ocorram com normalidade", disse o jornal, em artigo intitulado "Lula perde seu trovador". Segundo o El Mundo, Gil adotou um "claro tom de despedida" ao falar em um evento no Rio de Janeiro, antes mesmo de apresentar sua demissão a Lula. "Espero que tenha sido importante para o Brasil que um artista tenha desempenhado com relativa facilidade o papel de ministro", disse o cantor, de acordo com o jornal. A reportagem ressalta que, durante sua gestão, Gil "incluiu no património nacional expressões culturais como a capoeira, o frevo, o samba de roda e a pintura corporal dos índios". Ao deixar o Executivo federal, o artista apenas realiza um desejo - o de voltar aos palcos - que já vinha alimentando desde o ano passado. "(O ministro) já havia deixado claro que renunciaria em 2008 devido a que os discursos estavam prejudicando (sua voz)", escreveu o El Mundo. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
gilberto gilministério da cultura

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.