Coletânea reúne obras de 40 artistas brasileiros

Com o objetivo de afirmar aqualidade e a diversidade da arte brasileira no País e noexterior, a editora JC está lançando esta noite o livroBrazilian Art 2, uma grossa publicação que reúne obras edados básicos referentes a 40 importantes artistas brasileiros.Para marcar o lançamento também foi organizada uma exposição comuma obra de cada um dos selecionados, que pode ser vista apartir desta noite no Museu Brasileiro da Escultura (MuBE).Diferentemente da primeira edição do Brazilian Art,publicada em 2000, desta vez os artistas foram selecionados poruma comissão, formada por Arcângelo Ianelli, Ivald Granato, NairBarbosa Lima, Olívio Tavares de Araújo e Rubens Gerchman(Ianelli, Gerchman e Granato, os três artistas, também estãorepresentados no livro). Mesmo assim houve uma série derepetições nas listas de nomes, o que torna um pouco redundantea publicação. Como o objetivo do livro é apresentar determinandaprodução e não enfocá-la de maneira profunda (cada artista érepresentado por algumas fotos de obras e um texto que elepróprio escolheu sobre seu trabalho), talvez tivesse sido maisproveitoso ampliar a escolha.Só foram selecionados artistas vivos - a única exceção éThomaz Ianelli, que morreu durante a preparação dolivro/exposição e os organizadores decidiram mantê-lo, inclusivecomo uma espécie de homenagem. Apesar de o livro dar umaimportância equivalente aos vários artistas, alguns selecionadosforam mais privilegiados que outros porque estão representadoscom imagens de maior qualidade gráfica. Entre eles estão CarlosEduardo Zimmerman, Evandro Carlos Jardim, Gonçalo Ivo, GregórioGruber, Poteiro e Wakabayashi.Outra crítica que se pode fazer a uma obra que se dizbilíngüe é a escolha do título em inglês, revelando desde iníciouma atitude um tanto quanto provinciana e submissa aos ditamesdo mercado internacional de arte. Em compensação, a obra ganhaem conteúdo com a escolha de Olívio Tavares de Araújo paraescrever um texto de apresentação, no qual o crítico faz umainteressante análise sobre uma questão central da produçãoartística moderna: o vínculo entre discurso artístico enacionalismo, o caráter local e internacional da arte. Fazendoum pequeno resumo da produção do século 20, ele discute aquestão da brasilidade na obra de vários artistas e gruposimportantes. Já está prevista a edição para o ano que vem de umterceiro volume.Arte Brasileira 60 a 90 - Brazilian Art 2. De terça adomingo, das 10 às 17 horas. MuBE. Avenida Europa, 218, tel.3081-8611. Até 2/6. Abertura, amanhã (28) às 20 horas, comlançamento de livro homônimo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.