Colegiado cobra atos da Funarte

O Colegiado Setorial de Teatro, instância do Conselho Nacional de Políticas Culturais, pediu esclarecimentos públicos ao presidente da Funarte, Antonio Grassi. O colegiado quer saber por que o órgão destina quantias vultosas para espetáculos sem edital ou licitação, denúncia publicada ontem pelo Estado. O Colegiado de Artes Visuais também quer explicações - exposição já montada de Ronaldo Fraga recebeu R$ 800 mil da Funarte. Grassi disse que responderá "a todas as questões apontadas na carta do colegiado, recebida ontem depois de já ter sido divulgada", e disse que está à disposição para debater qualquer dúvida sobre gestão.

, O Estado de S.Paulo

03 de agosto de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.