Mike Segar/Reuters
Mike Segar/Reuters

Coleção pessoal sobre história dos negros nos EUA será leiloada

Acervo de professora aposentada guarda raridades, como pôsteres e até sapatos de Muhammad Ali

Alicia Powell, Reuters

06 de fevereiro de 2022 | 08h00

NOVA YORK  - Uma enorme coleção pessoal que traça a história dos negros norte-americanos e varia de raros pôsteres de direitos civis a sapatos de Muhammad Ali irá à leilão no final de fevereiro. Por mais de 60 anos, a professora aposentada de 90 anos Elizabeth Meaders acumulou a coleção que enche sua casa em Staten Island. Os itens documentam a experiência afro-americana.

"Esta coleção foi feita como um instrumento patriótico de cura e ensino, e é de vital importância porque, como mais um insulto a um povo, nossa história foi realmente deixada de fora dos livros de história da América", afirmou Meaders, que diz que sua ascendência remonta a uma das primeiras famílias negras a viver em Staten Island.

"Então, esta coleção é um preenchimento de lacunas", declarou ela.

A casa Guernsey's, com sede em Nova York, está vendendo o que diz ser mais de 20.000 itens de memorabilia e artefatos da história negra.

"Existem várias avaliações detalhadas desta coleção produzidas ao longo dos anos por indivíduos altamente qualificados... e eles classificaram essa coleção na faixa de 7 a 10 milhões de dólares", disse o presidente da Guernsey's, Arlan Ettinger.

O leilão online da coleção, que está sendo vendida em lote único, está marcado para 28 de fevereiro.

Tudo o que sabemos sobre:
Muhammad Ali

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.