Coleção de arte pré-colombiana ganha mostra na Bélgica

A exposição ?Os Mestres da Arte Pré-Colombiana?, do Museu Real de Arte e História de Bruxelas, na Bélgica, reúne pela primeira vez todas as obras da coleção de arte pré-colombiana do casal belga Dora e Paul Janssen. O acervo é considerado uma das coleções privadas mais importantes do mundo no gênero. As cerca de 350 peças, adquiridas pelos Janssen durante os 40 anos passados, invocam 3 mil anos de história dos povos que habitavam as Américas antes que o continente fosse descoberto por Cristóvão Colombo.?Todas as obras foram escolhidas por sua alta qualidade estética, seu poder sugestivo e emocional e sua singularidade. Raramente se pode reunir tantas peças preciosas em um único lugar?, diz Anne Cahen-Delhaye, diretora do museu.A ourivesaria é o centro da coleção, que inclui jóias de tribos indígenas do México, miniaturas de animais fantásticos da Costa Rica e do Panamá, máscaras da Colômbia e brincos do Peru. Mas o casal reuniu peças feitas em todos os materiais utilizados pelos primeiros americanos: pedra, argila, madeira, palha. Têm destaque os amuletos esculpidos em marfim por tribos do Alasca, os vasos de ônix produzidos pelos aztecas, as divindades maias ornamentadas em placas de jade, as roupas de lã e plumas confeccionadas pelos indígenas peruanos.Para Cahen-Delhaye, ?essa variedade oferece um panorama completo de todas as grandes correntes artísticas do continente americano e, graças a isso, o público pode perceber a riqueza, beleza e diversidade das civilizações que foram surgindo com o tempo?.Com a coleção dos Janssen, o museu belga, que já possui mais de 40 mil obras de arte pré-colombiana, passaria a ser um dos três mais importantes do mundo no gênero, segundo o comissário da exposição, Marc Lauwens.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.