Marcos D'Paula/AE
Marcos D'Paula/AE

Coisas muito grandes pra esquecer

'Detalhes', eleita pelo público em enquete do estadão.com, também é a favorita do cantor

Jotabê Medeiros, O Estado de S.Paulo

10 Abril 2011 | 00h00

Eleição sempre vai desagradar a alguém, mas o fato é que, como costumam dizer os estatísticos, "é o retrato de um momento". A enquete do portal estadão.com.br sobre as canções preferidas de Roberto Carlos consagra Detalhes, Como É Grande o Meu Amor por Você e Emoções. Quer dizer: consagra ainda mais.

E surpreende pelas ausências. Onde foi parar Jesus Cristo, a música com que Roberto encerra de forma catártica todos os seus shows? Onde foram parar Proposta, Sentado à Beira do Caminho, É Proibido Fumar, Olha, Sua Estupidez, Os Seus Botões? Bom, não dá para votar em tudo, certo?

As canções de natureza religiosa de Roberto Carlos sempre são muito presentes entre suas favoritas do público, mas é de fato uma surpresa que Nossa Senhora, de 1993, se sobreponha a Jesus Cristo, que integra um dos seus melhores discos, de 1970. Talvez seja por estar mais fresca na memória dos públicos recentes. O cantor já chegou a cantá-la em Aparecida para cerca de 50 mil fiéis, em 1999.

Segundo conta Paulo César Araújo em sua proibida biografia não autorizada Roberto Carlos em Detalhes, muitas das canções célebres do Rei tiveram uma insuspeitada consultoria: a empregada doméstica Neomi dos Santos, que todos na casa de Roberto chamavam de Zezé. "Quando fica muito em dúvida sobre determinado verso ou palavra, chama a mulher ou a mãe ou um dos filhos ou a sua empregada para opinar. Antes de chegarem aos ouvidos do público brasileiro, Detalhes, Cavalgada e Café da Manhã passaram pelo crivo de Zezé", conta o autor.

 

 

"Nessa composição, eu consegui dizer tudo que queria e da forma que queria dizer. Às vezes a gente não consegue chegar a esse ponto numa música. A gente quer dizer uma porção de coisas sobre determinado tema, mas o máximo que consegue é chegar perto", confessou o Rei. "Dizem que eu canto as mesmas coisas, mas nem sempre as mesmas coisas têm o mesmo sentido. E eu sei que vocês gostam muito dessa canção."

Sempre se pode questionar a ordem, mas não a presença das músicas numa enquete. Curiosamente, dois clássicos que ficaram de fora, Amigo e O Careta, foram músicas questionadas na Justiça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.