CNN retrata em série, com Gilberto Gil, o Brasil

O Brasil está na CNN o dia todo, em pílulas de 4 minutos espalhadas pela programação. Até sexta-feira, a série Eye on..., apresentada por Jim Glancy, vai enfocar diversos aspectos da vida brasileira. O pacote inclui debate gravado na sexta-feira com o ministro da Cultura, Gilberto Gil, a ex-prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, e a artista plástica Yvone Bezerra de Mello, que trabalha com meninos de rua. "Vamos mostrar todos os lados do País, a alegria do povo,os problemas e a cultura envolvente, a riqueza e a pobreza, a pujança econômica e a desigualdade social. Mas não é um programa de denúncia", avisou Glancy após a gravação do debate, no Museu de Arte Contemporânea, em Niterói. "Vim porque adoro o Brasil, mas também porque é o País mais importante da América Latina. O Hemisfério Sul vai para onde ele for." Ele está aqui há três semanas, mas o programa começou a ser produzido em julho. Além do Rio, houve gravações em São Paulo (no Morumbi, em Interlagos e na Universidade de São Paulo), em Campinas, na usina de biodiesel da Petrobrás e na Amazônia. Eye on... já visitou a China, países da África e do Oriente Médio. Segundo a representação da emissora no Brasil, deve ser visto em 200 países, por 200 milhões de pessoas no canal a cabo e também via banda larga, oferecida a 43 países. A série brasileira é patrocinada por um pool: Aracruz Celulose, Bradesco Prime, Correios e Toyota. Como acontece com todos os programas da série, o nosso ganhou um subtítulo: Land of Contrasts (Terra de Contrastes), o mesmo dado pelo antropólogo Roger Bastide no livro que escreveu sobre o Brasil dos anos 30 e 40, que ele conheceu quando veio aqui fugido do nazismo e da Guerra Mundial. "É uma grande coincidência, eu nem tinha conhecimento deste livro", disse Glancy.

Agencia Estado,

28 Novembro 2006 | 10h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.