CNN documenta êxodo africano

O jornalista Sorious Samura nasceu em Serra Leoa, trabalhou em teatro e, nos anos 90, começou a fazer vídeos e pesquisa para o Cine África. Foi imigrante em Londres, trabalhando mais de vinte horas por dia, seis dias por semana, para sobreviver. Hoje é um dos mais notáveis documentaristas da sua geração. E é de Samura a reportagem que a CNN Internacional exibe amanhã, às 16h e às 23h, dentro da série Perspectives. Exodus from África (Êxodo Africano) mostra a migração deste povo por países da Europa. Samura viaja por Mali, pelo deserto do Saara, Marrocos e Espanha seguindo exilados africanos que tentam chegar à "terra prometida" - qualquer lugar da Europa que lhes garanta uma vida melhor. As primeiras imagens do documentário são do próprio Samura, que percorreu exatamente os mesmos caminhos há alguns anos. Produzir agora este trabalho foi como correr novamente os mesmos perigos. "Durante as quatro semanas que passamos atrás de alguma coisa relacionada aos imigrantes ilegais, eu tinha certeza de que não ficaria inteiro. As máfias marroquina, argelina e espanhola controlam todas as travessias ilegais", relata. Em 1999, ele foi premiado na ONU, em Nova York, e em Londres, por Cry Freetown, retrato brutal das atrocidades cometidas durante a guerra civil em Serra Leoa. Quando todos os jornalistas internacionais deixaram de cobrir a guerra, ele acabou sozinho, registrando imagens de "uma nação que estava sendo aniquilada". Foi preso, ameaçado pelos rebeldes, mas realizou o trabalho. Hoje, vive em Londres, onde continua a produzir documentários que causam cada vez mais impacto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.