Clássica dupla de palhaços, no teatro

Hoje tem espetáculo sim senhor e para ser visto em família: avós, pais, filhos e netos - censura livre! Uma clássica dupla de palhaços - estilo o Gordo e o Magro - são os protagonistas de À La Carte, que estréia às 20 horas na sala Paulo Emílio do Centro Cultural São Paulo. Domingos Montagner e Fernando Sampaio, atores da companhia La Mínima, receberam o Prêmio Estímulo Flávio Rangel para a montagem, que tem direção do mestre italiano Leris Colombaioni."Mestre era meu pai, Nani Colombaioni", rebate sempre o diretor, que pertence a uma das mais tradicionais famílias circenses da Europa. "São mais de quatro séculos de tradição familiar, e sua origem remonta aos saltimbancos da Idade Média" afirma Montagner. Os dois atores de La Mínima passaram um mês na Itália, em companhia do mestre, especialmente para a criação de À La Carte. "Leris mora em Aprilia, a cerca de 30 km de Roma, com a mulher e três filhos, que também trabalham com ele, sob a lona. Ensaiamos todos os dias, entre 10 e 12 horas por dia. Aprendemos muito. Ele tem talento, intuição e um conhecimento instintivo de tempo de humor e jogo cênico fascinantes."Mas a vida na Itália não foi só de trabalho. "A mulher de Leris cozinha muito bem." Já os palhaços Agenor e Padoca não têm a mesma sorte de seus intérpretes, Montagner e Sampaio, respectivamente. À La Carte retrata um dia na vida dos personagens. "Mas gostaríamos que ao fim do espetáculo o público tivesse a sensação de que falamos da vida inteira deles: muito trabalho, muita confusão e pouca comida."Os personagens, porém, lidam com suas agruras com a lógica absurda dos palhaços e provocam o riso da platéia. "Lógica de palhaço é assim: para trocar uma lâmpada, eles giram a escada", brinca Montagner. Trocar lâmpadas e consertar um rádio são algumas das ações do dia-a-dia da dupla.Mas não são números soltos. Antes de partirem para a Itália, Montagner e Sampaio já tinham um roteiro do espetáculo que seria dirigido por Colombaioni. "Começamos criando alguns números, mas pedimos a Paulo Rogério Lopes que fizesse um roteiro, dando unidade dramática às situações", afirma Montagner. Tudo começa com o amanhecer. A dupla está dormindo, faz frio, e um rouba o cobertor do outro. Acordado, o outro vinga-se ligando o rádio a todo volume. Hora de comer. Mas não há comida. O jeito é mergulhar no forno numa verdadeira investigação arqueológica. A fome é tanta que provoca delírios: Agenor vê Sampaio transformar-se numa galinha, motivo para mais brigas e confusões. Enganado o estômago, chega a hora de treinar um daqueles tradicionais números de facas: o rosto de Sampaio numa caixa, Agenor manipulando as perigosas facas."Embora façamos parte da geração do chamado novo circo, gostamos muito da linguagem circense tradicional. Ela é nossa principal fonte de inspiração. E Leris é um dos mestres dessa arte."À La Carte - Comédia. Roteiro de Paulo Sérgio Lopes. Direção Leris Colombaioni. Duração: 50 minutos. Terça a quinta,às 20 horas. R$ 10,00. Centro Cultural São Paulo - Sala Paulo Emílio Salles Gomes. Rua Vergueiro, 1.000, tel. 3277-3611. Até 26/7

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.