Cisne Negro conta a história da dança

O Cisne Negro contará a história da dança ou melhor dançará essa história na coreografia Vem Dançar, que estréia quinta e fica em cartaz até domingo. O Teatro São Pedro será palco do espetáculo no qual os bailarinos cantam, dançam e narram o desenvolvimento dessa arte.Vem Dançar é o resultado de mais de dois anos de pesquisas realizadas por Cássia Navas com o objetivo de apresentar ao público uma reflexão sobre a trajetória da dança. E levar, de uma maneira didática, o desenvolvimento do balé no País.No espetáculo, serão utilizados elementos, movimentos e o trabalho de coreógrafos de destaque. Como uma verdadeira colcha de retalhos, repleta de informações, a coreografia apresenta alguns momentos inéditos como Balés Históricos e Citações, de Dany Bittencourt, Dança Moderna e Contemporânea, de Vladimir Condereche, e Danças Populares, de Fábio Pinheiro e Henrique Lima.A pesquisa também faz homenagem a grandes criadores de vários estilos de dança e ressalta a importância histórica da obra deles. Por esse motivo, serão exibidos trechos do trabalho de Isadora Duncan, Martha Graham, Maurice Bejárt, Merce Cunningham, entre outros. Para auxiliar a compreensão das idéias um telão apresentará informações complementares, com curtas referências aos temas.Durante 60 minutos, os bailarinos mostrarão a história da dança ocidental, no período compreendido entre o século 16 até os dias de hoje. Parte da dança clássica, passa pelas populares, como o frevo e o samba, e chega ao funk, à break dance, à street dance e à cultura hip-hop.A música, que auxilia no desenrolar da coreografia, foi composta por Fábio Cardia. O músico passou um ano pesquisando e em vez de fazer uma simples ligação das trilhas sonoras originais de forma cronológica, optou por recompor as músicas que fazem parte do repertório da história da dança.O figurino leva a assinatura de Fábio Namatame e merece destaque. Feito com um material, no mínimo diferente, como plástico, condutores elétricos, mangueiras de gás entre outros artigos exóticos. Namatame partiu da maneira dos jovens observarem o mundo para compor as roupas.O público também poderá conferir o trabalho de Cássia, que será publicado e lançado na estréia do espetáculo.Cisne Negro Cia. de Dança. Duração: 60 minutos. De quinta a sábado, às 21 horas; domingo, às 18 horas. R$ 10,00. Teatro São Pedro. Rua Barra Funda, 171, tel. 3667-0499

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.