Paulo Liebert/Estadão
Paulo Liebert/Estadão

Cirque du Soleil chega ao Brasil em março de 2013

O espetáculo 'Corteo' estreia no dia 30 em uma tenda armada no Parque Villa Lobos

GABRIEL PERLINE - O Estado de S.Paulo,

23 de novembro de 2012 | 02h20

Quem assiste a Corteo, não esquece jamais, pois nele há coração e magia. Esta é a definição do palhaço Mauro, protagonista da obra, sobre o espetáculo do Cirque du Soleil que estreia 30 de março em uma tenda armada no Parque Villa Lobos, em São Paulo.

"Corteo é o mais grandioso espetáculo montado pelo Cirque. É poético, teatral, tem palco com visão de 360 graus e uma técnica impecável em todos os números. Os brasileiros vão se emocionar e passarão a sonhar mais após assisti-lo", disse Stephanie Mayorkis, diretora da divisão de Family Entertainment da Time For Fun, responsável pela vinda da obra ao País.

Corteo (cortejo, em português) retrata o fictício funeral do palhaço Mauro, que projeta a ocasião de acordo com seus próprios sonhos e transforma a despedida em uma alegre procissão observada por anjos. O espetáculo mostra a fragilidade do personagem, evidenciando sua sabedoria e ternura através de um repertório lírico e cômico, num ambiente desconhecido, localizado entre o céu e a Terra. "É uma história maravilhosa, pois o funeral é uma situação magnífica, celebrada com grande festa em alguns países. É o ambiente em que parentes se reencontram e celebram a vida. Falar de saudades é festejar o presente. A saudade nos permite olhar para o futuro", explicou Daniele Finzi Pasca, criador do espetáculo.

O cenário, projetado por Jean Rabasse, conta com um palco de 360º - usado pela primeira vez em um espetáculo do Cirque du Soleil -, duas plataformas giratórias. "Pensamos em uma forma diferente para transmitir a emoção do espetáculo ao público, que consegue ver todos os detalhes com esta montagem. A intenção era mudar a visão que temos do circo sem acabar com a tradição de cada número. Corteo é um espetáculo montado para desfilar diante dos espectadores", explicou Daniele. "Não há um cenário, é um corredor por onde os objetos e personagens desfilam. É como no mundo dos sonhos, onde as coisas não entram e saem de forma linear, elas se sobrepõe."

Pela primeira vez na América Latina, Corteo permanecerá em solo brasileiro até o primeiro semestre de 2014 e passará por seis capitais: São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, Rio de Janeiro e Porto Alegre - o Nordeste não entrou no roteiro. "Nossa decisão se deu por motivos de custos logísticos. Houve um aumento do dólar muito significativo desde a última turnê e inviabilizou a viagem ao Nordeste. No entanto, faremos 50 apresentações a mais e a tenda atual possui 200 lugares extras. Nossa meta é ter um milhão de espectadores", disse Stephanie.

Tudo o que sabemos sobre:
Cirque du SoleilCorteo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.