Circo Zanni une arte circence, teatro, dança e malabares

Termina nesta semana a temporada, em São Paulo, do Circo Zanni, grupo selecionado para realizar a edição Circulação do Festival Mundial do Circo no Brasil de 2006. As últimas apresentações, na lona vermelha de 24 metros de diâmetro instalada no Shopping Raposo, acontecem de quarta a sexta, às 20h30. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria da tenda ou pelo site da Ingresso Rápido. A trupe traz a São Paulo a comédia circense Feia, obra do carioca Paulo Magalhães. O projeto foi contemplado pela Lei de Fomento ao Teatro da Cidade de São Paulo e Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz e é dirigido por Fernando Neves. O diferencial do espetáculo é o fato de unir a arte circense com a linguagem do teatro e da dança. A peça conta a história de três irmãs, duas bonitas e Maria da Graça, a Feia, que é humilhada pelas demais. Um dia, ao atender a um telefonema por engano, a Feia faz com que o rapaz se apaixone por sua voz. Os dois marcam um encontro e ele se mostra cada vez mais apaixonado, mas o destino reserva, para Maria da Graça e para a trama, uma grande surpresa. Antes de cada encenação serão apresentados números circenses inéditos: Mão-a-Mão, um duo acrobático, o Quadrante e a Lira, que são números aéreos, o cômico Elixir e um novo número de malabares. Integram o elenco Fernando Sampaio e Domingos Montagner do La Mínima, Luciana Menin, Maíra Benozatti Campos, Marcelo Lujan e Pablo Nordio, do Circo Amarillo e os artistas circenses Bel Mucci, Daniel Pedro e Erica Stoppel. A companhia estreou um espetáculo na Praça do Pôr-do-Sol em Boissucanga, em 2004. Desde então, fez temporadas em São Paulo (capital e litoral), Minas Gerais e no Recife. Circo Zanni. Estacionamento do Raposo Shopping. Rodovia Raposo Tavares, quilômetro 14,5 (próximo à Ponte Eusébio Matoso). R$ 10,00. Bilheteria abre duas horas antes do espetáculo. Tel. (11) 9141-6606. De quarta a sexta, às 20h30

Agencia Estado,

06 Novembro 2006 | 19h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.