Circo, cobra, zebra, flores, tudo no biquíni da Sais

Anoitece e a SPFW vai ficando cada vez mais performática. Foi o que aconteceu com o início do desfile da Sais, entre os concorridos Cavalera (uma verdadeira favela chique) e Ellus (marcado para às 20 horas e que deve ter a presença, ainda não confirmada, da apresentadora Xuxa). Montadas em cavalinhos de carrosséis, à moda dos parques e circos antigos e interioranos, bailarinas anteciparam a entrada dos esperados biquínis, maiôs e sungas. E estes eram muitos, coloridos, com motivos variados, cada qual seguindo o conceito das três linhas dessa coleção irmã caçula da Rosa Chá de Amir Slama.Ana Hickmann assumiu o coté ousado da história. Em punho de uma cobra branca, desfilou primeiro um modelo de biquíni rosa, uma das peças que fará parte de sua linha. Os motivos serão os animais como cobra e zebra. Ana Beatriz Barros guiou a linha que prioriza as estampas como flores e borboletas. Mas um dos pontos fortes da coleção, esse que se remete principalmente ao universo do circo, é o que terá como marca o nome da modelo Alessandra Ambrosio. Nesse caso, são motes infantis, como ursinhos e coisa e tal. As cores: todas possíveis. Do cítrico (destaque para o rosa e o verde) até a combinação mais branda, com tons mais claros de rosa. A ênfase, no entanto, é mesmo para as tonalidades mais fortes. O modelo ?cortininha? continua em alta e a moda brasileira, ao menos a de praia, com tudo e um pouco mais. Se aqui ela não soa tão inovadora, ainda há muito o que se explorar no mercado estrangeiro, que se encantar com as combinações, formas, ousadias e estamparias brasileiras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.