Cinema perde a atriz e ativista Franca Rame

A atriz italiana Franca Rame, mulher do escritor Dario Fo, vencedor do Nobel de Literatura, morreu ontem, aos 84 anos, em Milão. A morte foi causada por uma doença não revelada. Desde sua estreia como atriz, nos anos 50, Rame manteve compromisso com cultura e política. Participou de passeatas pelo movimento feminista italiano, nos anos 70 e foi eleita senadora em 2006. Na década de 70, interpretou os próprios textos, e chegou a ser sequestrada por ativistas da extrema direita italiana. / EFE

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.