Cinéfilos se mobilizam pelo zoom

A extinção do programa Zoom, revista eletrônica de cinema que existia havia 15 anos na grade da TV Cultura, levou a um abaixo-assinado de cinéfilos pela manutenção do espaço - durante muito tempo, o único na TV aberta para a exibição de curtas-metragens e documentários. "(Zoom é) Um território reservado aos estudantes de cinema, cineastas e nós todos que amamos o cinema", dizia ontem manifesto do movimento, divulgado pela internet.

Jotabê Medeiros, O Estado de S.Paulo

10 de fevereiro de 2011 | 00h00

Quatro das sete pessoas da produção foram demitidas na terça-feira. A diretora da equipe, Daniela Baranzini, soube pelos superiores que a atração estava extinta, mas a emissora informou que Zoom se tornará um quadro dentro do Metrópolis. "Tudo isso é coerente com o que anunciou, no meio do ano passado, o presidente da fundação. Sua ideia é desmantelar a TV, torná-la mera exibidora e não mais produtora de conteúdo", afirmou Daniela. A assessoria da Cultura informou que o programa Entrelinhas, que também se cogitou de extinção, "permanece na grade normalmente", e nenhuma outra atração será "descontinuada".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.