Cineastas prestam homenagem a Tony Scott no Twitter

Diretor morrou após pular de uma ponte em Los Angeles, nos EUA

Reuters

20 de agosto de 2012 | 11h37

Os cineastas estiveram entre as primeiras pessoas a usar o Twitter nesta segunda-feira, 20, para prestar homenagens ao diretor de Hollywood Tony Scott, que se matou pulando de uma ponte sobre o porto de Los Angeles no fim de semana.

O homem por trás de sucessos de bilheteria como Top Gun e Um Tira da Pesada 2 e do favorito dos críticos Amor à Queima-Roupa tirou a própria vida no domingo, aos 68 anos.

"Não haverá mais filmes de Tony Scott. Dia trágico", escreveu Ron Howard, diretor de O Código Da Vinci, no microblog.

Duncan Jones, que fez os aclamados filmes de ficção científica Lunar e Contra o Tempo, disse: "Acabei de ouvir sobre a notícia de Tony Scott. Horrível ... Tony era um homem verdadeiramente encantador que me colocou sob sua proteção e acendeu minha paixão para fazer filmes."

Nascido na Grã-Bretanha, Scott, irmão mais novo do cineasta Ridley, deixa sua terceira esposa, Donna, com quem teve dois filhos.

De acordo com o tenente Joe Bale, comandante de patrulha do instituto médico legal de Los Angeles, testemunhas viram Scott estacionar seu carro sobre a ponte Vincent Thomas e pular na água por volta das 12h30 (16h30 no horário de Brasília), no domingo.

Katherine Rowe, porta-voz do cineasta, disse em um breve comunicado: "Eu posso confirmar que Tony Scott, de fato, faleceu", acrescentando apenas: "A família pede que sua privacidade seja respeitada neste momento.".

O MELHOR MENTOR

Richard Kelly, que escreveu o roteiro de A Caçadora de Recompensas, que Scott dirigiu, juntou-se a um coro crescente de milhares de tributos online: "Tony Scott foi o melhor mentor".

Scott, nascido em North Shields, Northumberland, na Inglaterra, era visto frequentemente por trás da câmera com seu característico boné de beisebol vermelho desbotado. Ele dirigiu mais de duas dezenas de filmes e programas de televisão e produziu cerca de 50 títulos.

Ele era mais conhecido por seus suspenses de alta octanagem que apresentaram algumas das maiores estrelas de Hollywood, em um conjunto de obras que remonta à década de 1980 e o estabeleceu como um dos diretores de ação de maior sucesso no negócio.

Ele começou sua carreira fazendo comerciais de TV para a produtora de seu irmão mais velho, sediada em Londres, a Ridley Scott Associates, e depois passou para os filmes para a televisão e cinema. Seu grande pulo aconteceu em 1986 com Top Gun - Ases Indomáveis, estrelado por Tom Cruise como um piloto, seguido por outro grande sucesso de 1987, a comédia Um Tira da Pesada 2, com Eddie Murphy.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
GENTETONYSCOTTHOMENAGENS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.