DENISE ANDRADE|ESTADÃO
DENISE ANDRADE|ESTADÃO

Cineasta João Batista de Andrade é cotado para a Secretaria Nacional de Cultura

Apesar dos relatos, convite oficial ainda não foi feito; diretor foi indicado pelo deputado Roberto Freire (PPS-SP)

Guilherme Sobota, O Estado de S. Paulo

18 de maio de 2016 | 10h59

O cineasta João Batista de Andrade chegou a ser anunciado pelo site do diretório estadual do PPS como o novo Secretário Nacional de Cultura, na noite desta terça-feira, 17 - porém, ainda não há confirmações por parte do Planalto e o próprio diretor ainda não recebeu o convite oficial.

Em contato com o Estado, o diretor de O Homem Que Virou Suco (1980) e Vlado, Trinta Anos Depois (2005) disse que não foi contatado oficialmente sobre assumir a pasta. "Tive a surpresa de ver essa notícia", disse, na manhã desta quarta, 18. "Eu não falei nada, mas já foi suficiente para todo o patrulhamento esperado, de pessoas que acham que devo seguir o balizamento delas", comentou.

Atual presidente da Fundação Memorial da América Latina, ele disse que analisaria o convite se ele chegar. "Tenho uma posição muito firme de não haver retrocesso em qualquer política pública de cultura, isso seria muito discutido com o setor", afirma.

Ele se mostra favorável também à ideia de permanência da pasta como um ministério. "Isso também seria discutido", diz. "Agora, o mais importante é preservar a política cultural, as pessoas têm que ter uma visão mais realista, mais tópica."

Andrade já foi secretário de cultura do governo Geraldo Alckmin em São Paulo.

O nome do cineasta ganha força depois que pelo menos quatro convites para assumir a Secretaria Nacional de Cultura, agora incorporada ao Ministério da Educação, foram recusados. Todos por mulheres. A exigência do presidente em exercício é que os convites para o chamado "segundo escalão" do governo sejam feitos a mulheres, após as críticas sobre o fato de seu ministério ser composto apenas por homens brancos. 

A nota divulgada pela assessoria do PPS-SP em seu site diz o seguinte: "Em meio à polêmica sobre a subordinação das atribuições do antigo Ministério da Cultura à Educação, o presidente em exercício Michel Temer acaba de escolher o nome do cineasta João Batista de Andrade para ser o titular da nova Secretaria Nacional de Cultura".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.