"Cidadania em Cena" custa R$ 1,6 mi

A forma escolhida pela Secretaria Municipal de Cultura para ocupação dos teatros públicos não é uma ação isolada, mas insere-se num projeto de política cultural mais amplo, intitulado Cidadania em Cena e orçado em R$ 1.611.000,00. O objetivo é investir nas companhias atuantes na cidade, possibilitando um espaço de trabalho, algum apoio financeiro e, em contrapartida, exigindo delas um intercâmbio intenso entre grupos, companhias profissionais e amadoras.Do orçamento total do projeto, R$ 324 mil são destinados à ocupação dos seis teatros municipais: R$ 48 mil para as companhias instaladas nos teatros Artur Azevedo, Cacilda Becker e Paulo Eiró e R$ 60 mil nos teatros Alfredo Mesquita, Flávio Império e Martins Pena.Outros R$ 740 mil foram investidos em quatro montagens teatrais no programa intitulado Formação de Público, dirigido por Gianni Ratto. Já em temporada, os espetáculos Caiu o Ministério, Geração Trianon, Pedro Mico, Nossa Vida em Família estão sendo apresentadas, em sessões duplas, de terça a domingo, no Teatro João Caetano, também da prefeitura. O público previamente cadastrado em escolas, sindicatos e associações de bairros assiste gratuitamente às montagens, depois de ter entrado em contato com monitores especialmente preparados para orientar os espectadores - a grande maioria em sua primeira incursão ao teatro - sobre o espetáculo, autor ou sobre o teatro brasileiro, conforme as necessidades da platéia. Após as apresentações, há um curto debate entre atores e público.Apoio ao Teatro Vocacional é o título de outra dessas ações, voltada para a revitalização das bibliotecas municipais e casas de cultura, com a contratação de artistas que ocupariam o auditório desses espaços. O projeto começa com a ocupação de 24 locais por companhias ou artistas, que recebem R$ 800,00 reais. Em contrapartida, devem orientar grupos amadores ou "vocacionais" locais ou contribuir para a formação deles, onde não existem. A premiada Cia. Paidéia de Teatro Jovem, por exemplo, assumiu a Biblioteca Pública Presidente Kennedy, em Santo Amaro, zona sul, onde apresenta a peça Biogênese Acorrentado, com entrada grátis.Ao custo de R$ 83 mil termina amanhã o seminário O Teatro e a Cidade, que reuniu grandes nomes da cena nacional e internacional para discutir o tema. E uma comissão julgadora avalia propostas para selecionar seis companhias teatrais que receberão um apoio financeiro de R$ 65 mil.

Agencia Estado,

30 de outubro de 2001 | 17h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.