Cida dá mais dignidade às canções

Sozinha ao piano, Cida Moreira leva hoje e amanhã, às 21 horas, ao Auditório Ibirapuera (Pq. do Ibirapuera, portão 2, 3629-1075) o show que marca o lançamento de seu ótimo álbum A Dama Indigna. Aqui ela reforça a predileção por certos autores - Jards Macalé, Chico Buarque, George Gershwin, Angela Ro Ro, Caetano Veloso e Kurt Weill -, que canta desde o início da carreira. "A intensidade das músicas é que me arrebata", diz a cantora, que vai tocar todas as canções "para cortar os pulsos" do CD, incluindo Back to Black, de Amy Winehouse, mais Tom Waits, Sympathy for the Devil, dos Rolling Stones, e falar pequenos textos de Philiph Roth, Brecht, Dante e outros, sobre o cotidiano, o inferno, o tempo e as canções.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.