Cícero Sandroni entra para ABL por unanimidade

O jornalista Cícero Sandroni foi eleito nesta tarde porunanimidade para ocupar a cadeira de número 6 da Academia Brasileira de Letras (ABL), que pertenceu ao juristaRaymundo Faoro, que morreu em maio deste ano.Dos 36 eleitores, 29 votaram porcarta e sete declararam seu voto na sessão que durou meia hora e contou com a presença de 21 acadêmicos. A unanimidadeé fato raríssimo nos 106 anos da ABL, fundada pelo escritor Machado de Assis. Cícero Sandroni é genro do escritorAustregésilo de Athayde, já falecido, que foi presidente da instituição. Sandroni conta que freqüenta a ABL há mais de 50anos.Se essa eleição foi fácil, a próxima começa a se complicar. O senador Marco Maciel (PFL-PE) quer a vaga que foi deRoberto Marinho e está em plena campanha, embora seu estilo discreto, quase invisível, o leve a buscar votos nosbastidores. O jornalista Fernando Moraes, autor de biografias que trouxeram a moda do gênero (Olga Benário, AssisChateubriand etc) é forte concorrente e até instalou-se no Rio (ele é de São Paulo) para correr atrás dos votos. 2003 surge como o ano em que mais se renovou a ABL. Terão sido cinco eleições: Alfredo Bosi para avaga que foi do escritor cardeal dom Luciano Moreira Neves, Moacir Scliar para o lugar de Oswaldo França Lima; Ana MariaMachado para a cadeira de Evandro Lins e Silva; agora, a vaga de Faoro e, em 18 de dezembro, na última sessão do ano, aeleição do substituto do jornalista Roberto Marinho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.