Cia. Nova Dança expõe arte engajada

O Centro Cultural São Paulo dá continuidade à programação do Estúdio Nova Dança. Nesta semana, a Sala Jardel Filho conta com a coreografia Acordei Pensando em Bombas, da Cia. Nova Dança 4. Sob a direção de Cristiane Paoli Quito, Alex Ratton Sanchez, Cristian Duarte, Cristiano Karnas, Lívia Seixas e Tica Lemos apresentam um espetáculo que expõe a questão da arte engajada na política. Os bailarinos vão do humor à dor, apresentando um roteiro composto por fatos do cotidiano de nosso País e situações ridículas.Acordei Pensando em Bombas tem um significado especial para a Cia. Nova Dança 4. Foi um dos primeiros espetáculos interpretados pela trupe, em 1995. Ele apresenta e reflete a proposta da Cia., que é ter a percepção da dança como uma dramaturgia física. Também reúne artistas de várias áreas culturais, como teatro e música.O estudo do movimento, assim como o respeito à anatomia de cada corpo, é uma constante. O grupo procura sempre explorar o potencial de cada bailarino. É dessa forma que a diretora Cristiane Paoli Quito desenvolve a coreografia. A improvisação, outro elemento de Acordei Pensando em Bombas, permite ao público assistir a um espetáculo novo a cada dia.Para a próxima semana está programado Lembranças na Queda, com direção de Adriana Grechi. Os dançarinos criam um vôo especial, rente ao chão. Uma grande brincadeira com a movimentação e a gravidade.Acordei Pensando em Bombas - Cia. Nova Dança 4 - Centro Cultural São Paulo, Rua Vergueiro, 1000, tel.: 3277-3611.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.