Christie'S leiloa obras de Monet e Miró em Londres

Casa espera atingir 16,5 de euros com a coleção europeia de seis quadros, que incluem o 'Dans la Prairie'

EFE

12 de janeiro de 2009 | 14h01

Destacadas pinturas de Claude Monet e de outros artistas impressionistas, assim como das vanguardas do século 20, incluindo o catalão Joan Miró, serão leiloadas em 4 de fevereiro na Christie's de Londres. Entre os lotes mais importantes está uma coleção europeia de seis quadros que incluem "Dans la Prairie", de Monet (1840-1926). A casa de leilões confia em que este quadro, exibido na terceira exposição impressionista de Paris, em 1877, alcance um preço em torno dos 16,5 milhões de euros (cerca de US$ 22,2 milhões). Outros quadros em leilão serão "Les couturières", de Edouard Vuillard, obra pintada em 1890, quando o artista tinha 21 anos e que pode ser cotada de US$ 8,1 milhões a US$ 11 milhões, conforme as expectativas da Christie's. "L'abandon (Lhes deux amies)", de Henri de Toulouse-Lautrec - que figurou em todas as grandes retrospectivas do artista e está estimado entre US$ 7,4 milhões e US$ 10,3 milhões - e "La Promenade d' Argenteuil", também de Claude Monet, avaliado em US$ 7,4 milhões. Do italiano Amedeo Modigliani (1884-1920), será posta à oferta a obra "Les deux filles", um raro retrato duplo de duas moças que esteve na mesma coleção familiar por 70 anos e vai a leilão pela primeira vez, esperando preço de US$ 8,1 milhões. Outra parte do leilão será dedicada à arte surrealista com obras como "Le Reve", de Julio González (1876-1942), ou "Femme entandant chanter le coq aux éclats violets", de Joan Miró (1893-1983), que sai à venda pela primeira vez. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.