Christiane Torloni sobe ao palco com bailarinos em SP

O vínculo de Christiane Torloni com a dança é antigo. Mas merece novos contornos em "Teu Corpo É Meu Texto", espetáculo que a atriz estreia na segunda, dia 16, no Teatro Sérgio Cardoso. Aqui, Torloni vai se apresentar pela primeira vez ao lado de bailarinos profissionais: sobe ao palco com a Studio3 Cia. de Dança e a Cia. Sociedade Masculina de Dança. Também aprofunda uma relação com a expressão corporal, marca maior de sua parceria com o diretor José Possi Neto.

AE, Agência Estado

12 de julho de 2012 | 10h28

"A obra veio como um desdobramento natural dessa relação", observa a intérprete. "Há muito tempo eu ensaiava essa aproximação. Às vezes, as palavras são muito pesadas para falar o que queremos dizer. E dançar é algo que me move, que me faz sorrir sem que eu perceba."

Há ao menos 25 anos o corpo é um componente determinante nas criações da atriz no teatro. Em 1988, ao contracenar com Raul Cortez em "O Lobo de Ray-Ban", o dado já se insinuava. "O meu trabalho, não importa qual seja, sempre começa pelo aspecto corporal. E a Christiane sempre demonstrou uma identificação muito forte com isso", comenta Possi Neto. Juntos, atriz e diretor já criaram espetáculos teatrais em que a dança marcava forte presença. Entre eles, "10 Elevado a Menos 43 - Êxtase" (1993) e "Salomé" (1997).

Com coreografia de Anselmo Zolla e direção de Possi Neto, "Teu Corpo É Meu Texto" surgiu como uma investigação sobre o feminino. Nesse contexto, Christiane surge em cena como Sarasvati, deusa da tradição hindu. Esse mote, no entanto, logo merecerá outros matizes. Ganha contornos de um breve passeio pela história da humanidade. Périplo que elege a arte como elemento central. "Essa questão do feminino aparece de forma muito contundente, mas se torna algo maior. Que fala da capacidade do homem de sonhar", diz Possi Neto.

Recentemente, Christiane emprestou a voz para outro espetáculo de dança. Ainda que não estivesse em cena, atuou como narradora da montagem de "Marta Graham - Memórias" (2010), criação que também carregava as assinaturas de José Possi Neto e Anselmo Zolla. "Ao ver os bailarinos dançando sobre as minhas palavras, ver que a minha voz fazia parte da partitura, tive uma vontade maior de estar no palco com eles. Eu me sinto, literalmente, dando um passo a mais", confessa ela, revelando que seu próximo projeto deve ser um musical. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

TEU CORPO É MEU TEXTO

Teatro Sérgio Cardoso (Rua Rui Barbosa, 153). Tel. (011) 3288-0136. De 16 a 18/7, às 21 h. R$ 30.

Tudo o que sabemos sobre:
teatroChristiane Torloni

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.