Chocólatra testa 13 ovos de Páscoa

O jornalista e chocólatra Ilan Kow fez o sacrifício de experimentar 13 das inúmeras delícias de chocolate, à venda nos supermercados e docerias de São Paulo, e dar sua opinião sobre cada um deles para o consumidor de última hora decidir o que comprar.Como um bom chocólatra, Kow prefere trocar o termo degustação por devoção para definir sua tarefa de opinar sobre os ovos de Páscoa e explica o motivo: "Com chocolate, as mesuras são outras, o cerimonial é distinto. O ideal é que se devore todo o conteúdo das amostras, sem ficar constrangido caso seja necessário lamber os dedos depois, pelo bem da ciência. Por isso, "devoração" é um termo mais apropriado para o experimento." Para ele, o Bis, da Lacta, por exemplo, tem um aspecto esquisito: "cheio de calombos de wafer, é muito saboroso. Pena que os estranhos calombos sejam poucos e que o resto do ovo seja sem wafer". Já o Sonho de Valsa, da Nestlé é "muito bom", com aquela mesma casquinha que envolve o bombom, mas para ele o campeão é o de gianduia, da Kopenhagen.Clique aqui para ler mais

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.