"Chocolate com Pimenta" está nas alturas

Chocolate com Pimenta, uma comédia romântica ambientada na década de 20, é a novela de maior audiência dos últimos tempos na faixa das 18 horas. Pelo menos por enquanto. Além de divertida e gostosa ? as cenas da fábrica Bombom são de dar água na boca ?, a audiência, segundo o Ibope, está nas alturas. Nos primeiros 15 capítulos, a média foi de 34,8 pontos ? cada ponto representa hoje 48,5 mil domicílios na Grande São Paulo. Seu desempenho é superior ao próprio O Cravo e a Rosa, que foi ao ar de junho de 2000 a março de 2001, também de Walcyr Carrasco e no mesmo embalo de anos 20. O Cravo registrou, nas duas primeiras semanas, média de 30 pontos e na época cada ponto (porcentual no universo de domicílios com TV na Grande São Paulo) representava 43,439 mil domicílios (em 2000) ou 44,665 mil domicílios (em 2001). Estrela Guia, o melhor ibope desde então (média de 31,6 pontos nos 15 dias iniciais) durou só três meses. ?Não há segredo. É a mescla de humor e romance. O clima bem-humorado é o que eu acho de mais semelhante com O Cravo e a Rosa?, opina o autor de ambos os folhetins. Ele também credita o sucesso atual ao casal protagonista, Murilo Benício (Danilo) e Mariana Ximenes (Ana Francisca), que ?tem muita química. É um estouro!? Walcyr garante que não está preocupado com ibope, frase ?decorada? por 10 entre 10 autores de novela. Nem com uma possível queda da audiência com a chegada do horário de verão, a partir da zero hora do dia 19 de outubro ? durante esse período, o número de televisores ligados das 18 às 20 horas diminui. ?Tenho uma história para contar da qual gosto muito. Se o público também está gostando, fico feliz. Escrevo pensando na qualidade desse trabalho, independentemente dos números?, afirma Walcyr, que diz não ter um enredo fechado, nem em relação a Danilo e Ana Francisca. Quando indagado sobre a possibilidade óbvia de um final feliz entre os dois, o autor responde: ?Nunca se sabe...? Além do melhor desempenho em relação às novelas antecessoras, Chocolate está dando um banho na concorrência. Nem mesmo os desdobramentos da polêmica entrevista com falsos membros do Primeiro Comando da Capital (PCC), mostrada à exaustão pelos programas ditos jornalísticos no mesmo horário, derrubaram o folhetim. Do dia 8 ao dia 22, Brasil Urgente (Bandeirantes) registrou média de 6,1 pontos, Repórter Cidadão (RedeTV!) somou 5,1, e Cidade Alerta (Record) contabilizou 5,8. Carinha de Anjo (SBT) obteve nesse período média de 5,8 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.