Chineses contam sobre o massacre da Praça da Paz Celestial

Ma Jian, autora de 'Pequim em coma', conversa sobre o fato com a jornalista Xinran no segundo dia da Flip

Antonio Gonçalves Filho, de O Estado de S. Paulo,

30 de junho de 2009 | 10h38

A nação que desperta a curiosidade do mundo e que domina o cenário da economia mundial no século 21 é representada por dois escritores na 7ª Flip. Pequim em Coma é o nome do livro de Ma Jian, que revê, vinte anos depois, o massacre da Praça da Paz Celestial.

 

Veja também:

linkEntrevista: China atual ainda fala a linguagem do silêncio

especialConfira especial sobre o Massacre de Tiananmen

 

Na mesa China no Divã, às 17 horas da quinta-feira, 2, Ma Jian vai conversar com a jornalista e escritora chinesa Xinran, autora de Testemunhas da China, com relatos de sobreviventes da Revolução Cultural de Mao Tse-Tung, que causou a morte de um milhão de pessoas entre 1966 e 1076.

Tudo o que sabemos sobre:
Flipfesta literáriaParati

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.