China executa charlatão que criava 'formigas afrodisíacas'

A China executou o líder de um esquema fraudulento de criação de formigas para a produção de afrodisíacos, responsável pela perda de 3 bilhões de iuanes (439 milhões de dólares) por parte de investidores, informou nesta quinta-feira a agência estatal de notícias Xinhua. Wang Zhendong foi executado na quarta-feira na província de Liaoning, no nordeste do país, afirmou a Xinhua, citando uma autoridade local. O projeto fictício de criação de formigas liderado por Wang aparece com destaque em pôsteres e outros materiais educativos do governo, que alertam para o risco de esquemas de pirâmide e outras formas de investimento que parecem boas demais para serem verdadeiras. Wang prometia retornos de 35 a 60 por cento aos investidores de seu projeto fictício, disse a Xinhua. As formigas deveriam ser usadas para a fabricação de licores, remédios de ervas e afrodisíacos. Um investidor cometeu suicídio após perceber a fraude, e muitos outros entraram em depressão, acrescentou a Xinhua. (Reportagem de Jason Subler)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.