Chile decreta luto pelo pintor Matta

O governo chileno decretou hoje três dias de luto nacional com bandeiras hasteadas a meio pau nos prédios públicos, em sinal de luto pela morte do pintor e escultor surrealista chileno residente na Itália, Roberto Echaurrren Matta.O presidente do chile Ricardo Lagos disse que a morte de Matta no sábado "representa a morte de uma das maiores figuras da pintura do século 20."Matta morreu no hospital de Civitavecchia, próximo à cidade onde vivia e será enterrado en terça em Tarquinia, ao norte de Roma.O jornal italiano Corriere della Sera dedicou reportagem especial sobre Matta nete domingo, relembrando uma recente entrevista em que foi perguntado sobre qual o grande pintor que se poderia comparar a ele. Matta respondeu: "Eu não sei, mas acho que sou um Chaplin", referindo-se ao cineasta Charlie Chaplin.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.