Chico Rei e cultura negra são homenageados em festival

Chico Rei e a Cultura Negra é o tema da edição deste ano do Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana - Fórum das Artes 2007, que começou no domingo, 8, nas cidades mineiras.Até o dia 29 serão realizados nestas duas cidades históricas vários seminários e oficinas nos quais devem marcar presença cerca de 2 mil participantes relacionados às áreas artes plásticas, visuais e cênicas, música e patrimônio.Um show gratuito do cantor e compositor Jorge Aragão abriu o evento. No domingo, o sambista fez o público dançar na principal praça de Ouro Preto, no mesmo dia em que a cidade comemorava seu 296.º aniversário.A figura de Chico Rei inspirou esta edição do festival. O escravo congolês ficou famoso por ter conseguido comprar sua própria liberdade e, com seu trabalho, ajudou a libertar centenas de cativos.O evento terá ainda espetáculos e exposições, e os organizadores esperam que as oficinas e atividades culturais atraiam cerca de 250 mil nos 21 dias do festival, que está em sua 40.ª edição.Oficinas O fórum pretende "reconhecer a influência afro-brasileira na formação das cidades de Ouro Preto e Mariana, assim como na construção da identidade nacional brasileira", disse a coordenadora do evento, Guiomar de Grammont.Além das artes cênicas, o fórum oferece oficinas de dança e interpretação, de marionetes e maquiagem de época.A literatura, após vários anos ausente na programação, retorna ao festival com oficinas que se complementam com seminários sobre tradução, vanguarda e modernismo.Bares e restaurantes das duas cidades históricas receberão recitais poéticos, das mãos de artistas jovens e consagrados.O som dos instrumentos de percussão africanos, combinados com harmonias populares brasileiras, desfilará pelas ruas das cidades em shows e oficinas de percussão, canto, dança e ritmos africanos.Infanto-juvenilTambém serão oferecidas duas oficinas gastronômicas. O seminário Raça e Identidade: Diálogos pela Igualdade propõe ainda uma reflexão sobre as diferenças culturais.O festival de inverno se complementa com oficinas para crianças e adolescentes, nas quais serão trabalhados temas como mundo circense, dança, histórias em quadrinhos e criatividade. Paralelamente às oficinas, com o objetivo de transformar as ruas das duas cidades em um grande palco em homenagem à cultura negra, haverá uma maratona cultural com shows, exposições e espetáculos.Vários artistas passarão pelas cidades-sede do fórum, como a cantora Margareth Menezes, que apresentará em Mariana na segunda-feira, 16, um repertório que mistura elementos de ritmos africanos, portugueses e indígenas.Espetáculos teatrais refletirão as novas tendências da dramaturgia brasileira, enquanto nas artes plásticas a organização aposta este ano nas exposições coletivas que reúnem trabalhos de escultura, fotografia e vídeo.As salas de cinemas das cidades também participarão da festa multicultural com um ciclo de filmes e documentários sobre a cultura africana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.