Chico Buarque, por Chico Buarque

O diretor Roberto de Oliveira, amigo de Chico e com quem mantém uma relação profissional de anos, conseguiu extrair do compositor uma empatia com sua câmera, a ponto do próprio Chico assumir o papel de personagem-condutor da história e se aprofundar em pontos-chaves de sua obra audiovisual. A partir de hoje, vai ao ar o primeiro capítulo de um especial-documento, dividido em três partes, no qual Chico revisita sua obra, sem resquícios de saudosismo ou nostalgia. E tem início a maratona Chico Buarque no canal 605, da operadora Directv.O primeiro episódio, Meu Caro Amigo, leva Chico ao Rio, cidade onde nasceu, mas de onde saiu ainda criança e sobre a qual ainda hoje conserva um olhar quase estrangeiro. Pelas ruas cariocas, o compositor aparece caminhando. Toma água de coco na praia, contemplando o mar.E se no seu dia-a-dia, Chico pode caminhar sem rumo, em Meu Caro Amigo, seus passos apressados o levam à Biblioteca Nacional, onde está abrigada uma exposição cujo tema é ele. Chico passa os olhos, de um tom de verde incomum, em fotos históricas, em que está ao lado de parceiros históricos ou ainda jovenzinho, em festivais de música. O compositor carioca fala sobre sua relação com parceiros e intérpretes, fala sobre suas influências musicais, dando atenção especial a cada um deles. Relembra Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Dorival Caymmi, Francis Hime, Toquinho, entre outros.Especial em DVD - A parte musical do programa é abastecida com históricas imagens de arquivo, do acervo da TV Bandeirantes. São 13 canções, interpretadas por ele e pelos amigos, entre elas: Choro Bandido, com Edu Lobo; Maricotinha e A Vizinha, com Caymmi, Meu Caro Amigo, com Francis Hime; Pois É, com Elis. Partindo de um grande volume de material de acervo, Oliveira percebeu que renderia 12 ou 13 temas diferentes. Escolheu-se 10 temas e os três primeiros serão exibidos agora, no primeiro semestre deste ano. O segundo episódio, À Flor da Pele, filmado em Paris, estréia na programação do canal no dia 23 de fevereiro e o terceiro programa, Vai Passar, feito em Roma, vai ao ar a partir de 23 de março. Todos serão reapresentados. O especial, filmado em high definition (HD), deve ganhar mais sete capítulos, adianta Oliveira. Exibido na operadora Directv para um público restrito e privilegiado, o projeto será "democratizado", afirma o gerente de Programação da Directv no Brasil, Rogério Brandão. "Será lançado em três DVDs no final do ano." De acordo ainda com ele, numa conversa informal com Roberto de Oliveira, pensou-se na possibilidade de programar sessões em algumas salas de cinema. Se isso realmente acontecer, os fãs de Chico agradecem. Chico Buarque. Primeiro episódio: Meu Caro Amigo. Estréia hoje, às 12h. Reapresentações ao longo do dia e também de amanhã até 9/2. Sempre a partir das 12h e com última apresentação à 1h30. DirecTV canal 605

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.