Chico Buarque inspira espetáculo do Stagium

A inspiração veio de canções famosas como Eu te Amo, O Que Será Que Será, Beatriz, Morena de Angola entre outros grandes sucessos da MPB para Décio Otero criar a coreografia Stagium Dança Chico Buarque, que estréia hoje no Sesc Vila Mariana. Os jovens integrantes do projeto Joaninha também mostram seu talento com Batucada Fantástica e Cantares do Império. Otero é o responsável pelas coreografias das duas companhias. Admirador das composições de Chico Buarque, decidiu criar um espetáculo em homenagem ao músico. Os bailarinos dançam entre manequins, araras, figurinos, bicicletas, andaimes e tábuas, cenário criado por Márcio Tadeu. Entre uma música e outra, trechos do poema E Agora José?, de Carlos Drummond de Andrade, gravados pelo ator Paulo Autran. O Joaninha, que nasceu apenas como um projeto para dar noções de dança e cidadania para meninos e meninas de escolas públicas, cresceu e dá frutos. Com pique de uma companhia, com ensaios quase diários, os adolescentes apresentam uma releitura de uma coreografia clássica do Stagium, Batucada, e uma criação especial de Otero a partir das modinhas do século 19, a romântica Cantares do Império. Na primeira, os jovens bailarinos mostram o vigor e a ginga do samba e dos ritmos brasileiros. Em Cantares eles exibem a técnica que estão desenvolvendo há cinco anos com o Stagium. Balé Stagium. Sesc Vila Mariana - R. Pelotas, 141, Vila Mariana, 5080-3000. Projeto Joaninha. 6.ª e sáb., 16h. R$ 2,50 a R$ 5. Stagium Dança Chico Buarque. 6.ª e sáb., 21h; dom., 18h. R$ 5 a R$ 15; R$ 10. Até 14/8

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.