Chega a vez da avó, em "Mulheres Apaixonadas"

Quando passa, a mineira Manoelita Lustosa provoca acessos de raiva e indignação. "E vou ficar ainda mais malvada!", promete a atriz, que interpreta Inês, a mãe de Fernanda (Vanessa Gerbelli) em Mulheres Apaixonadas. As maldades da vovó de Salete ficarão ainda piores e começaram ontem, na cena em que Inês não aceita que os órgãos de Fernanda sejam doados. A menina, aos prantos, acaba convencendo-a a atender o último pedido da mãe. Inês ainda vai roubar a poupança de R$ 20 mil da menina e vai impor a Téo que pague para visitar Salete ou sair com ela, até quando um exame de DNA comprovar que ele é o pai da garota. Na ficção de Manoel Carlos, seu nome é Inês, mas já é chamada pelo público de bruxa. Manoelita adora. "Pela repercussão, vejo que a vilã está fazendo sucesso. O autor criou a personagem sabendo que ela seria marcante. Mas o bom resultado é mais mérito do texto dele do que da minha interpretação." Sorte? "Um pouquinho", admite a atriz. Afinal, por que um produtor de elenco da Globo se interessaria por comerciais da Prefeitura de Belo Horizonte? "Ouvi dizer que Manoel Carlos assistiu a um dos meus comerciais e pediu ao produtor: ´encontre essa atriz.´"Fazer compras e caminhar pela praia, de Copacabana ao Leblon, são seus programas preferidos. "Me convidem para fazer teatro ou cinema que fico por aqui. Não gosto de criar expectativas, mas adoraria engatar outro personagem depois da Inês." Pode ser uma senhora chique, uma mulher popular ou até mesmo outra vilã. "Não tenho preferência. No teatro, já fiz muita comédia, mas estou me dando bem como vilã. Até gosto dela."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.