Chef Ferran Adrià volta-se para a Ásia

O inovador chef de cozinha Ferran Adrià está em busca da alma da cozinha asiática, que poderá talvez fornecer pistas-chave para futuras intervenções gastronômicas do homem considerado um expoente da gastronomia molecular e que desenvolveu a espuma culinária.

REUTERS

26 de agosto de 2011 | 15h14

Considerado o melhor chef do mundo por diversos críticos, Adrià e seu restaurante El Bulli tornaram-se sinônimos de uma transformação dos pratos tradicionais em divertidas aventuras culinárias.

Alegando uma necessidade de mudança, no entanto, ele fechou o restaurante no mês passado - ao menos sua versão atual.

"Eu não sei muito sobre a Ásia e o continente pode ser um arquivo de ideias", disse Adrià à Reuters em Hong Kong após uma visita a Pequim e a Xangai.

"A cultura gastronômica da China é muito, muito importante. Apenas conhecer os produtos existentes na China, mas não no Ocidente, poderia levar meses."

(Por Cathy Yang)

Tudo o que sabemos sobre:
GENTECHEFFERRANADRIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.