Che Guevara escreve livro sobre o Congo

Passagens da Guerra Revolucionária: o Congo é um texto inédito de Che Guevara que será lançado na próxima semana pela editora Record. Trata-se do diário completo de sua campanha de guerrilha no continente africano, de março a novembro de 1965. Traduzido por Emir Sader, o livro tem 280 páginas e vai custar R$ 30. Retrata o pessimismo, a amargura e as reflexões de Che sobre as causas da derrota no Congo. Relata os momentos divíceis que ele passou na África e as razões que o levaram às selvas da Bolívia, onde acabou morrendo.Muitos acreditam que o livro tenha sido escondido por Aleida March, viúva de Guevara e por Fidel Castro. Mesmo assim, trechos importantes foram publicados clandestinamente e agora chega a versão original. A edição contém diversos documentos de interesse para os estudiosos da Revolução Cubana, uma introdução escrita por Aleida Guevara March - filha de Guevara - e uma carta escrita para ele por Fidel, em 1966, após a derrota no Congo, na qual Castro tenta convencê-lo a voltar a Cuba antes de viajar para a Bolívia.

Agencia Estado,

06 de outubro de 2000 | 17h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.