Chávez distribui 1 milhão de cópias de "Dom Quixote"

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, mandou imprimir um milhão de cópias do livro Dom Quixote, do espanhol Miguel de Cervantes, que serão distribuídos gratuitamente a partir do próximo fim de semana. "Vamos nos alimentar mais uma vez com o espírito de um lutador que viveu para combater as injustiças e consertar o mundo", disse Chávez.O projeto do presidente venezuelano marca as comemorações dos 400 anos da publicação do clássico de Cervantes, cujo título completo é O Engenhoso Fidalgo Dom Quixote De La Mancha. Chávez anunciou a iniciativa em seu programa semanal de televisão. "Em certa medida, todos somos seguidores de Quixote", disse o presidente venezuelano, que instou os seus concidadãos a lerem a história do "Cavaleiro da Triste Figura".O escritor português José Saramago, Prêmio Nobel de Literatura de 1998, escreveu o prólogo da edição do livro que será distribuída.Em pesquisa recente, com a participação de escritores renomados do mundo inteiro, o livro de Cervantes foi escolhido o melhor na área de ficção de todos os tempos. Nos países de língua espanhola, o quarto centenário da publicação de Dom Quixote está sendo comemorado com uma varidade de eventos culturais. A primeira parte do livro foi publicada em 1605, e a segunda, uma década depois.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.