Paul Buck/EFE
Paul Buck/EFE

Charlie Sheen continua na série 'Two and a Half Men'

Ator fecha contrato com a rede CBS, enquanto na vida pessoal enfrenta processo por violência doméstica

18 Maio 2010 | 19h24

LOS ANGELES (AP) - A rede CBS e os fãs de "Two and a Half Men" já não devem se preocupar com a saída de Charlie Sheen da série. O ator que interpreta o solteirão Charlie Harper firmou um novo contrato que o manterá por mais duas temporadas na série de comédia, segundo informou o porta-voz Stan Rosenfield, após o acordo. Na vida pessoa, Sheen ainda vive momento conturbado, pois responde a processo por violência doméstica contra sua mulher.

 

"Para colocar um ponto final nesses dois meses de boatos estou feliz de voltar para minha casa na CBS toda segunda-feira à noite", disse Sheen, de 44 anos, em um comunicado no qual agradeceu o apoio da diretora executiva da CBS Corp. Leslie Moonves.

 

A incerteza havia nublado o futuro de Sheen na série depois que o ator disse a amigos que queria deixar papel ao completar sete anos, pois estava cansado das exigências da produção e queria focar no cinema. Sheen atua na continuação do sucesso de 1987 "Wall Street", protagonizado por Michael Douglas.

 

Comenta-se que o ator tentava conseguir um contrata de US$ 2 milhões por capítulo. Tanto a CBS quanto Sheen se recusaram a comentar o valor do contrato. A Hollywood Repórter afirma que o ator fechou contrato por US$ 1 milhão.

 

A série "Two and a Half Men", na qual também atua Jon Cryer, é uma peça chave na programação da CBS nas noites de segunda-feira. O ano passado a rede renovou o contrato da série por três anos, até a temporada 2011-12, apesar de o contrato de Sheen vencer no final da atual temporada.

 

A vida pessoal do ator anda muito agitada. Ele é acusado de violência doméstica contra sua mulher, Brooke Müller, em Aspen, no Colorado, onde enfrentará um julgamento em 21 de julho. Sheen nega.

 

Em fevereiro ele se internou em um centro de reabilitação para tratamento não divulgado, interrompendo temporariamente a produção de "Two and a Half Men". A CBS e a produtora da série, Warner Bros. Television, emitiram um comunicado em apoio ao ator quando este buscou ajuda profissional e lhe desejaram o melhor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.