Chanel é destaque na semana de desfiles em Paris

O estilista da Maison Chanel, Karl Lagerfeld, quer uma mulher doce e feminina, vestida principalmente de preto-e-branco no outono inverno 2005-2006, conforme mostrou na passarela do seu desfile de hoje na Semana de Moda de Paris. Outro destaque do dia foi a apresentação da coleção do estilista francês Christian Lacroix.A Chanel, que abriu a coleção do ano passado exibindo um anúncio com Nicole Kidman e Rodrigo Santoro divulgando o perfume Chanel número 5, carro-chefe da grife, trouxe este ano para a passarela uma coleção com uma paleta de cores que inclui vários tons de cinza, o rosa e o lilás. Conjuntos de calça e jaqueta, muito usados com blusa branca, ou vestidos com detalhes tipicamente Chanel, frisando bolsos, golas e mangas.O tradicional conjunto de "tweed" não poderia faltar, no desfile da lendária grife, em uma coleção dominada pelos tecidos de lã, gorros, botas. Aliás, botas altíssimas, que mais pareciam pernas revestidas de couro. As saias voltam com tudo na moda da estação, curtas, plissadas, retas ou evasê, cobrindo levemente o joelho. Calças de todo tipo, corsário, retas, Golf. Na Chanel, os vestidos surgem pretos, com cintura demarcada e flores do mesmo tecido para enfeitar. Já a mulher de Christian Lacroix vem lânguida e sensual, usando um prêt-à-porter de alto luxo, com tecidos suntuosos e peles para realçar sua figura, calças pretas, sapatos de salto alaranjado e vestidos de noite brocados.Christian Lacroix apresentou o primeiro desfile da grife que leva seu nome sob a bandeira de seu novo proprietário, o grupo norte-americano Falic, o "número dois" na distribuição livre de impostos nos aeroportos da América do Norte e o "número um" na América do Sul. A maison Lacroix foi criada em 1987 pelo grupo líder mundial do luxo, o francês LVMH, queanunciou a venda em janeiro passado, antes que o contrato de Lacroix tivesse vencido, com prazo até março.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.