Chanel aposta em transparência e comprimentos curtos

A mulher que vestir Chanel vai mostrar suas pernas na primavera-verão 2007 com vestidos muito curtos, roupas de banho com tecido de lã e elegantes bermudas inteiramente bordadas de lantejoulas pretas, segundo mostrou através de seu desfile na Semana de Moda de Paris Karl Lagarfeld, herdeiro de Coco Chanel, fundadora da marca."Não me peça coisas grandes", dizia radiante no final do desfile uma das representantes espanholas da Chanel, antes de deixar o Grand Palais, local monumental onde apenas outras duas marcas costumam apresentar suas coleções: Dior e Saint Laurent.O êxito do desfile foi unânime, do início ao fim, e o público mostrou-se entusiasmado diante da pequena revolução que acabava de assistir.A Chanel mostrou que na Primavera-Verão 2007 o comprimento longo não está com nada. Jaquetas, saias, túnicas e vestidos curtos devem fazer a cabeça das mulheres, além de enfeites e adornos dourados ou prateados. As costas apareceram descobertas e a grife caprichou nas transparências. Predominaram na coleção tons em vermelho, preto e bege. O penteado: rabo-de-cavalo preso com grandes laços. Depois dos aplausos de entusiastas, uma pequena parte da platéia deixou o Grand Palais para ir ao Corroussel del Louvre, onde o espanhol Josep Font, apresentou sua coleção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.