Gabriel Bouys / AFP
Gabriel Bouys / AFP

César Pelli, arquiteto argentino por trás das Torres Petronas, morre aos 92 anos

Responsável pela ampliação do Museu de Arte Moderna em 1984, Pelli é um dos grandes nomes da arquitetura contemporânea

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de julho de 2019 | 02h43

BUENOS AIRES - O arquiteto argentino César Pelli, que desenhou as Torres Gêmeas Petronas, na Malásia, e o World Financial Center de Nova Yorkmorreu nesta sexta-feira, 19, aos 92 anos. Um dos grandes nomes da arquitetura contemporânea, Pelli foi decano da Faculdade de Arquitetura da Universidade de Yale entre 1977 e 1984.

"Com muito pesar recebemos a triste notícia do falecimento do grande arquiteto César Pelli", escreveu no Twitter Juan Manzur, governador de Tucumán, província natal do arquiteto. "A trajetória mundial do arquiteto Pelli tem sido um orgulho não apenas para os 'tucumanos', mas também para todos os argentinos. Um filho desta terra que transcendeu pela qualidade e a monumentalidade de suas obras e por sua enorme capacidade de trabalho", disse.

Pela rede social, o presidente argentino, Mauricio Macri, enviou condolências aos familiares e amigos do arquiteto. "As obras que deixa no mundo como legado são um orgulho para os argentinos."

Graduado na Universidade Nacional de Tucumán, o arquiteto vivia em Connecticut, nos Estados Unidos, desde os anos 1960. Pelli recebeu, entre outros prêmios, a medalha de ouro do Instituto Americano de Arquitetos

Além das Torres Gêmeas Petronas que, com seus 452 metros de altura foram as mais altas do mundo até  2003, Pelli foi o arquiteto da ampliação do Museu de Arte Moderna (MoMa) de Nova York, em 1984, da Torre Iberdrola, em Bilbao; do Internactional Financial Centrer, em Hong Kong; da Grande Torre Costanera, em Santiago do Chile; e do prédio YPF, em Buenos Aires, entre outros.

Uma de suas últimas obras foi o Salesforce Transit Center, em São Francisco, inaugurada em 2018, uma moderna estação de transporte urbano que inclui espaços verdes, shopping e anfiteatro. / AFP

Tudo o que sabemos sobre:
César Pelliarquitetura

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.