Cervantes quer ver espanhol e português na rede

O diretor adjunto do Instituto Cervantes, Fernando Rodríguez Lafuente, disse hoje que "é preciso encher a Internet com conteúdos em espanhol e português" para criar-se um verdadeiro espaço ibero-americano. O Instituto trabalha num programa para consolidar a língua espanhola como segunda língua internacional nas comunidades que navegam na Internet depois do inglês, afirmou Rodríguez, em seu discurso no primeiro Encontro de Reitores da Espanha, Brasil e Portugal que se realiza até o dia 7 de junho na cidade espanhola de Tordesilhas com representantes de 26 universidades dos três países.Dentro deste programa está funcionando o Observatório De Espanhol na Sociedade de Informação, que fará um diagnóstico sobre os conteúdos que existem em espanhol na rede e irá sugerir em quais investir para dar maior presença, por exemplo no campo científico e técnico, agregou Rodríguez.Sobre a projeção do Instituto Cervantes no Brasil, Rodríguez disse que num futuro próximo irão reformular a sede em São Paulo e que no final do ano ou no início do ano que vem criarão outra unidade no Rio de Janeiro, e multipicarão sua presença por todo o País através de um novo estatuto para os associados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.