CEP 2.000 comemora 10 anos de poesia no Rio

Comemorando os dez anos do CEP (Centro de Experimentação Poética) no Rio, o movimento resolveu registrar em CD e vídeo as performances e sons de artistas ligados à poesia e música experimental. Nascido no Espaço Sérgio Porto, no Humaitá, o CEP surge da idéia dos chamados "poetas marginais" Chacal, Guilherme Zarvos e Carlos Emílio Correia Lima, que hoje vive no Ceará, de descobrir novos talentos e trocar informação.No show de ontem, apresentaram-se o grupo de balé Improvisódromo, a cantora Tatiana Dauster, Seu Jorge (ex-vocalista do grupo musical Farofa Carioca), além dos artista plásticos Alex Hamburguer e Ricardo Basbaum, que mesclou poesia e arte visual.Na noite de hoje, destaque para um dos mais conhecidos participantes do CEP, o cineasta Arthur Omar, que fará poesia experimental e para Guilherme Zarvos, um dos produtores do evento. "Essa foi uma geração de poetas que persistiram e continuam acontecendo no cenário artístico carioca", disse Guilherme Zarvos.CEP 2000 - Espaço Sérgio Porto, R. Humaitá 163, às 21h. Telefone 266 0896

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.