Centro cultural em projeto no Itaim

O Centro de Integração Empresa-Escola, CIEE, anunciou ontem o projeto de construção de um prédio na região do Itaim-Bibi que servirá de centro cultural e espaço de formação profissional para jovens. Segundo o projeto do arquiteto Ricardo Julião, os equipamentos culturais do prédio serão: um teatro de 400 lugares e um foyer destinado a exposições de artes visuais. A inauguração do espaço está prevista para 2004. O edifício terá no teatro seu centro nervoso, pelo menos no que diz respeito à sua atividade cultural. Sua destinação, segundo o presidente executivo do CIEE, Luiz Gonzaga Bertelli, vai variar de acordo com os dias da semana. De segunda a quinta-feira, o espaço vai ser usado para conferências e seminários para estudantes, que terão entrada franca. Entre sexta-feira e domingo, a idéia é ocupar o teatro com peças, concertos e shows populares de médio porte, com preços abaixo da média de mercado. O resto da estrutura será usada para cursos e laboratórios educacionais do CIEE. Luiz Gonzaga Bertelli enumera duas razões para que o CIEE se torne um empreendedor cultural. Uma é a vontade de expandir a atividade educacional dirigida a jovens, que a instituição já realiza. A outra é uma afirmação corajosa: ?São Paulo é carente de teatros?, ele diz. Para provar ele compara a capital paulista a Nova York. ?Em Nova York há 350 palcos para 8 milhões de habitantes, enquanto a Grande São Paulo tem 80 casas de espetáculo para algo em torno de 10 ou 12 milhões de habitantes?, afirma Bertelli. O espaço cultural do CIEE é um projeto que nasceu há um ano. Foi feito um concurso entre escritórios de arquitetura para selecionar um projeto para o edifício. ?O projeto teria que ser moderno mas sem muito arrojo?, diz Bertelli. O resultado apresentado pelo arquiteto Ricardo Julião, que também fez o projeto do Teatro da Faap, foi o que mais agradou ao conselho do CIEE. Luiz Gonzaga Bertelli não anunciou nomes responsáveis pela programação e coordenação da agenda cultural do espaço do CIEE.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.