"Cem Anos de Solidão" vai a leilão por US$ 490 mil

As provas corrigidas do romance Cem Anos de Solidão, do colombiano Gabriel García Márquez, serão leiloadas em setembro, em Barcelona, na Espanha, com lance mínimo de US$ 490 mil. São 180 páginas de papel barato, amareladas pelo passar dos anos, trazendo as últimas 1.026 correções ao texto original. Impressas há mais de 30 anos, pertencem aos herdeiros do diretor espanhol Luis Alcoriza, amigo de García Márquez nos anos 60. Na ausência dos manuscritos originais, dados por perdidos, o material que será vendido é o mais antigo registro da obra, conforme a assessoria da casa Velázquez, que organiza o leilão. Cem Anos de Solidão foi lançado em 1967 e está entra as obras-primas do escritor, de 73 anos, premiado com o Nobel em 1982.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.