Captura de tela
Captura de tela

CCXP Worlds: Edgar Vivar, o Sr. Barriga, e Batalha de Desenhistas animam segundo dia

Vivar acredita que o seriado voltará ao ar no próximo ano, e o humorista Fernando Caruso comandou a disputa entre os desenhistas Rogê Antônio (Conan) e Ronan Cliquet (Nightwing)

Eliana Silva de Souza, O Estado de S.Paulo

05 de dezembro de 2020 | 17h33

Reconhecido como o maior evento de cultura pop e geek, a edição 2020 do CCXP também precisou de adaptar ao momento de pandemia. Em formato virtual, até alterou um pouco a nomenclatura, passando parae CCXP Worlds, e segue até este domingo, 6, com programação variada, incluindo nomes nacionais e internacionais, como é de costume. Um dos destaques do primeiro dia foi o escritor e quadrinista Neil Gaiman, que divertiu os internautas ao falar sobre Sandman, seu quadrinho dos anos 1990, que será adaptado série para a Netflix, e ainda confessou que seu “amor pelo Brasil começou antes de eu conhecer o País'. 

Neste sábado, entre as inúmeras atrações, teve a Batalha de Desenhistas, na arena do Artist’s Valley, com o humorista Fernando Caruso comandando o evento, que contou com dois profissionais brasileiros que trabalham na DC - Rogê Antônio (Conan) e Ronan Cliquet (Nightwing). Para a competição, precisaram criar em cima do tema Aniversário do Coringa. Enquanto produziam, falaram dos seus trabalhos, suas referências e influências. Aos poucos, o público conferia o estilo de cada um, que surgia no papel. E o vencedor foi o Ronan, que fez o Coringa tomando soro. 

Em seguida, um mergulho no mundo dos irmãos gêmeos Fabio Moon e Gabriel Bá, que fizeram um vídeo sobre o trabalho dos dois no ateliê que dividem. Na tela, cada um narra uma parte da historinha, que traz um pouco do que pensam e como produzem seus trabalhos. Realçam a importância da relação com seu público e fazem uma viagem pelo tempo, destacando alguns trabalhos, como o mais recente The Umbrella Academy, que virou série da Netflix. E ainda prometem novo projeto. 

Para delírio dos fãs do seriado mexicano Chaves, rolou painel com o ator Edgar Vivar, o Sr. Barriga. Aos 71 anos, Vivar se mostrou muito simpático e um amante do Brasil e sua gastronomia. No bate-papo, lembrou que Roberto Bolaños, o Chaves, o contratou após vê-lo em um comercial. “Ele ligou para minha casa, fiquei surpreso mas aceitei o convite”, conta o ator. Sobre a volta ou não do seriado à TV disse: “Acho que para o próximo ano, Chaves vai voltar”. Contou ainda de sua amizade por Ramón Valdés, o Seu Madruga, que eram vizinhos e que ele era muito engraçado e um homem verdadeiro. Confirmou ainda que seu episódio preferido é o da viagem a Acapulco, ou Guarujá e que sua participação no seria não foi planejada, mas como Bolaños gostou, acabou ficando e se tornado um sucesso. Dos fãs já ouviu todo tipo de brincadeira, como um que chegou e disse que havia feito a conta de quanto alguns chegaram a fazer a conta de quanto dinheiro daria os 14 meses de aluguel que o Seu Madruga devia ao Sr. Barriga.

 

O que já rolou na CCXP Worlds:

No primeiro dia, Milla Jovovich, protagonista de Monster Hunter, e a brasileira Nanda Costa, junto com  o diretor Paul W. S. Anderson e ai o ator Diego Boneta, revelaram alguns detalhes do filme, além do trailer da produção, que é uma adaptação do game. Depois foi a vez de Vince Vaughn e Kathryn Newton falarem sobre o filme Freaky: No Corpo de Um Assassino, que contou com a exibição do trailer. 

Um dos momentos mais aguardados chegou quando Andy Garcia, um dos principais atores de O Poderoso Chefão 3, surgiu para falar como a obra transformou sua carreira: "Fazer parte do elenco deste filme com certeza mudou minha vida. É um clássico do cinema e muita coisa boa aconteceu comigo depois deste personagem, como a indicação ao Oscar." 

Fechando o primeiro dia, teve a exibição de imagens das gravações de Top Gun: Maverick, que marca a volta de Tom Cruise ao personagem clássico que o lançou ao estrelato. Como é característica do ator, o público pôde conferir os bastidores das filmagens com Tom Cruise pilotando o avião-caça, sem dublê. 

A CCXP Worlds:

Para acompanhar os painéis, mesas e debates da festa pop do ano, o interessado precisa se cadastrar gratuitamente no site do evento (www.ccxp.com.br), na categoria Free, que dará direito a quase todas as áreas do evento - com exceção do Thunder Arena, que pode ter alguns conteúdos não liberados. Para acesso total, tem o pacote Digital Experience (R$ 35,00), onde o fã ainda receberá uma credencial virtual, enviada por e-mail, além de outras funcionalidades e interações, acesso a workshops e masterclasses e pré-venda da CCXP21.

Entrando no site oficial, vamos encontrar a programação dividida por setores. No Thunder Arena, as estrelas de Hollywood se encontram virtualmente com o público, para falar sobre as novidades e bastidores. No Artists’ Valley, o público poderá conhecer o trabalho de quadrinistas e conversar com os artistas via chat. Na Oi Arena Games, conteúdos para os amantes de games. No Creators & Cosplay Universe, o local de interação entre fãs e os principais criadores de conteúdo da web. Tem ainda o Omelete Stage by Santander, com presença de influenciadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.