CCSP expõe acervo sobre dança

Quem precisar pesquisar dança tem um endereço certo: a divisão de pesquisa do Centro Cultural São Paulo, que desde de 1977 recolhe artigos na mídia e registram, em fotos os trabalhos de vários grupos que se apresentaram em São Paulo até o ano de 1997. Uma parte desse acervo pode ser vista em uma exposição virtual no seguinte endereço: http://sampa3.prodam.sp.gov.br/ccsp/danca/index.htm. Lá estão alguns textos sobre companhias e personalidades e várias imagens que pertencem ao acervo."A nossa função é documentar aquilo que saiu em jornais e revistas, arquivar em um anuário e registrar em fotos as coreografias e os artistas. Para isso, por meio de licitação, contratamos um fotógrafo que por quatro meses deve fotografar 12 espetáculos de artes cênicas - dança e teatro. Para cada espetáculo são feitos 80 fotogramas em preto-e-branco, para dar idéia da seqüência das apresentações, 20 slides, que mostram o cenário e o figurino, e dez ampliações," explica uma das pesquisadoras, Renata Xavier.Por falta de verbas não foram feitas licitações desde 1997 e, portanto, não há fotos dessa época até hoje. "Pretendemos retomar esse trabalho. Chegamos ao ponto de comprar filmes para os fotógrafos do Centro Cultural para que eles, pelo menos, pudessem retratar as produções da casa como o Feminino e o Masculino na Dança."Esse é um dos únicos acervos do País em dança e possui documentos que podem ser consultados gratuitamente, das 9 às 17 horas, de segunda a sexta-feira. As imagens podem ser copiadas mediante pagamento para quem não for estudante e os valores variam de R$ 20 a R$ 100.As imagens e textos ficam à disposição no site por tempo indefinido. "Como não temos prazo, pretendemos aumentar a quantidade de fotos e informações, que ainda não estão lá."A iniciativa é importante porque valoriza a história e a pesquisa em artes cênicas e apenas três pesquisadoras dão conta desse trabalho: duas em dança, Renata Xavier e Cristina Lopes, e uma no teatro, Ana Maria Rebouças.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.