CCBB promove a 2ª edição do projeto Filosofia do Rock

Com o sucesso da temporada do ano passado do projeto Filosofia do Rock, o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) abriga uma nova edição do evento a partir desta terça-feira. Em encontros mensais até novembro, sempre das 19h30 às 21h30, a filósofa Márcia Tiburi debate com convidados e o público as conexões possíveis entre os grandes pensadores e os roqueiros. "A filosofia é uma experiência de pensamento que pode dialogar com outras práticas culturais e com o rock isso combina muito", diz Márcia, que é curadora do projeto.

AE, Agência Estado

17 de abril de 2012 | 11h03

Para iniciar este "volume 2", a cantora Zélia Duncan conversa nesta terça sobre o tema Cássia Eller, Filosofia da Performance e da Voz. Já que Cássia foi essencialmente uma intérprete, mais do que a reflexão sobre as letras de suas músicas, o foco será pensar a cantora por sua atitude e maneira de ser. "O que significa você se colocar no mundo, o que significa a voz?", questiona Márcia.

Como Zélia já participou do debate sobre Cássia na edição carioca do ano passado, a curadora diz que ela tem muitas histórias interessantes para contar sobre a roqueira, que morreu em 2001, do início da carreira de ambas, em Brasília.

Este primeiro encontro acontece no auditório da Associação dos Advogados de São Paulo (AASP), que tem um espaço maior, para 300 pessoas, e fica bem em frente ao CCBB. Mas a distribuição dos ingressos gratuitos, que devem ser retirados uma hora antes do início do debate, continua sendo no CCBB.

Todas as apresentações serão transmitidas ao vivo pelo twitter (twitcam.livestream.com/user/CCBB_SP) e os vídeos ficarão armazenados no mesmo endereço. O Dj Valter Nu participa com intervenções musicais.

Inéditos - Os temas dessa segunda edição na capital são inéditos. Para definir a programação, Márcia conversou com cada um dos convidados sobre suas preferências e definiu os filósofos afinados com elas. Assim, em 22 de maio, Thedy Corrêa, vocalista da banda Nenhum de Nós, volta ao projeto para relacionar indústria cultural, a noção de juventude e Elvis Presley. Outro exemplo é Wander Wildner, ex-Replicantes, que vai juntar Sex Pistols e Friedrich Nietzsche no mesmo bate-papo. A diva pop Madonna e os paradoxos do pós-feminismo também vão render discussão. As informações são do Jornal da Tarde.

Filosofia do Rock Ano II - Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB). Rua Álvares Penteado, 112, centro. Tel. (011) 3113-3651. Hoje, às 19h30. Grátis (retirar ingresso com uma hora de antecedência).

Tudo o que sabemos sobre:
músicaCCBBFilosofia do Rock

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.