CBS adota linha dura depois de nudez ao vivo

Foi só Janet Jackson mostrar o seio direito ao vivo na TV que a CBS, que transmitiu a cena na noite de domingo, decidiu adotar a linha dura em suas próximas transmissões ao vivo. E a primeira vítima é exatamente um encontro dos maiores nomes da música: a entrega do prêmio Grammy, que aocntece neste domingo. A rede de TV está pesquisando um meio de fazer a transmissão com atraso de alguns segundos, de modo que possa retirar o Grammy do ar se houver um imprevisto. Os técnicos da emissora americana estão produzindo um software para, caso queiram, retirar o Grammy do ar sem deixar a tela em branco, o que poderia comprometer a audiência da transmissão. "Infelizmente, não podemos contar com aqueles que aparecem em nossas transmissões para manter nossos padrões", disse o presidente executivo da CBS, Martin Franks. Além do sistema de atraso na transmissão, a CBS também cogita excluir Janet Jackson e Justin Timberlake da cerimônia. Timberlake está indicado em cinco categorias e também deverá cantar no Grammy. Janet Jackson foi requisitada para entregar o prêmio em uma categoria. Os dois protagonizaram um vexame na frente de cerca de 89 milhões de espectadores no domingo, no intervalo da final do Super Bowl, programa de maior audiência nos Estados Unidos. Ao final da canção, Justin Timberlake retirou parte do bustiê de Janet e seu seio direito apareceu inteiro. Ontem, a cantora admitiu que planejava retirar o bustiê, mas uma fita vermelha deveria cobrir o seio. A CBS, que disse não saber da idéia para a cena, está sob investigação da Federal Communications Comission e pode ser multada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.