Imagem João Wady Cury
Colunista
João Wady Cury
Palco, plateia e coxia
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Caverna.Club: Nureyev dá piruetas na web

Lendário bailarino russo Rudolf Nureyev é retratado em documentários e cinebiografias disponíveis na internet

João Wady Cury, O Estado de S.Paulo

02 de julho de 2020 | 03h00

Rudi, como era chamado o bailarino russo Rudolf Nureyev, cantou para subir em 1993 aos 54 anos, mas continua mais vivo do que nunca fazendo pliés, elevés, tombés, glissés e cabriolés, além de outras piruetas mais. Basta confirmar em um rápido giro pela internet. Talvez até um passeio em um junho como este, mas em 1961, quando Nureyev, em turnê com o balé Kirov, preparava-se para pegar o voo de Paris para Londres e foi interceptado por dois agentes da KGB com ordens para leva-lo de volta a Moscou. Gritou por asilo e liberdade, jogando-se sobre dois policiais franceses. Deu no que deu.

Uma pirueta

Rudolf Khametovich Nureyev era um azougue. Pegou o bastão largado pelo polonês Vaslav Nijinsky em 1919, quando deixou os palcos sob o diagnóstico de esquizofrenia, e 50 anos depois tornou-se o maior bailarino de todos os tempos. Ou, pelo menos, a maior lenda de todas, chamado por seus colegas de semideus. Há, na web, documentários e filmes de ficção sobre sua vida, o mais recente dirigido por Ralph Fiennes com o ator ucraniano Oleg Ivenko. Atende pelo nome de O Corvo Branco e tem roteiro do dramaturgo britânico David Hare, dos filmes O Leitor, As Horas e da série Colateral. Pode ser visto no Google Play por 24 mangos. bit.ly/2BRVWP8

 

Duas piruetas

Mais do que o filme de Fiennes, há ainda documentários que revelam a personalidade do bailarino, seus casos de amor, principalmente com Erik Bruhn, outro grande bailarino, dinamarquês, por quem Nureyev foi apaixonado (trecho do doc Darcey’s Ballet Heroes aqui: youtu.be/261pwVIp4xw). E também sua dupla inesquecível nos palcos, a bailarina Margot Fonteyn (youtu.be/sBcLf8wyVdg). Cortado em seis partes, vale também o doc Dancing Through Darkness, sobre os últimos anos da vida de Rudi. youtu.be/1eh6JoHdDL4

 

Bravo, bravo!

Bom humor é tudo na vida e, por conta disso, o mortal não deve desistir. Não satisfeito em causar nos palcos e nas telas dos cinemas, Rudi Nureyev aceita o convite para fazer uma participação, em 1978, no Muppet Show. Em vez de Swan Lake (O Lago dos Cisnes), dança com uma gigantesca Miss Piggy o Swine Lake (A Dança dos Porcos) youtu.be/hE1PYCQ159k. Não para por aí. Ambos fazem um duo em uma sauna, cantando o clássico It’s Cold Outside (youtu.be/-EJ1SBAO1HU). 

3 dicas de Diane Maia, produtora de séries e filmes

1. Farofa Filosófica

Site sobre filosofia e  

cultura.

farofafilosofica.com

2. Bravo!

Equipe da revista faz podcasts diários. Spotify 

 

3. Programa Espelho

As entrevistas feitas por Lázaro Ramos no  

Canal Brasil.

bit.ly/2YMnKgG

Tudo o que sabemos sobre:
dançaRudolf Nureyev

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.