Cavalera desfila com influências do rock, de Bali e do festival Woodstock

Marca trouxe clima da Indonésia e dos anos 1970 para o verão

Mariana Belley - O Estado de S. Paulo,

31 de março de 2014 | 22h36

A Cavalera te convida a fazer uma viagem. Anos 70, festival Woodstock, rock´n´roll.Agora, imagine esse festival acontecendo na paz da cidade de Bali, na Indonésia.  Nesse universo, criou-se o verão 2015 da marca que chegou regado de influências setentistas. Jeans, a tradicional aposta da Cavalera aparece em cintura média, seco e sem lavagem. O rock aparece na maquiagem com os olhos bem marcados, no preto que tinge vestidos e blusas e na atitude.

A década de 1970 está presente nos vestidos lânguidos, no colar de dentes, nos coletes de plumas, nos robes com franjas. Bali se joga nessa onda e traz suas flores e folhas como estampa para calças,camisas e jaquetas. No melhor estilo paz, amor e música boa, a marca criou um verão ao mesmo tempo hippie e zen, com cores que remetem à simplicidade que marcou a década, como o off white e o branco.

 

Protesto. Ao final, a tradicional fila de fim de desfile se transformou em um verdadeiro protesto. Modelos e estilistas da marca se voltaram todos para os fotógrafos e, juntos, levantaram cruzes brancas com dizeres como: impunidade, falsidade, injustiça.

Tudo o que sabemos sobre:
spfw-verao-2015modadesfilecavalera

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.