Cassetas dão trégua aos gaúchos

A trupe do Casseta & Planeta resolveu parar, pelo menos por um tempo, com as brincadeiras e piadas em referência ao povo gaúcho. Acostumados a fazer piadas brincando com a masculinidade dos gaúchos, os Cassetas foram vítimas nesta semana de um boicote na internet de uma comunidade sulista. Intitulado Quem Tem Orgulho de Ser Gaúcho Sai desse Planeta, referindo-se ao programa Casseta & Planeta, Urgente!, o protesto pede ao povo do sul do País que não assista ao programa da Globo.O manifesto, que chegou a ser enviado ao diretor do programa, José Lavigne, acusa o humorístico de fazer considerações pejorativas e depreciativas ao povo gaúcho e de ser racista e ofensivo para a honra e tradição do Rio Grande do Sul. O manifesto tem como alvo as piadas constantes da trupe sobre homossexualismo envolvendo gaúchos. A gota d´água foi um programa exibido há algumas semanas, em que os Cassetas apareciam na Parada Gay de São Paulo entrevistando as pessoas, querendo provar que os gaúchos são machos. A trupe escolhia a dedo os travestis e as drag queens que estavam desfilando e perguntavam: "Desde quando você é gaúcho?"Os humoristas fazem questão de ressaltar que citações sobre os gaúchos no programa são piadas e que acharam esse manifesto uma reação exagerada. "O ibope desse programa foi um dos maiores (senão o maior) na história dos Cassetas, 38 pontos de audiência média", fala o empresário da trupe, Manfredo Barreto. "Vale lembrar que o programa é humorístico e que respeitamos aqueles que não gostaram da piada, mas o próprio Renato Gaúcho (jogador), que participou do programa, entendeu que era uma brincadeira", continua. "Devemos dar um tempo com as piadas de gaúcho, mas porque entendemos que deu muita polêmica e nosso objetivo é fazer rir, divertir."Manfredo ainda garante que os Cassetas nunca tiveram a intenção de ofender o povo gaúcho. "Nossas piadas não são racistas ou ofensivas. Piadas precisam ser engraçadas. Também não pegamos no pé de seja lá quem for. Na atual TV brasileira, altamente competitiva, não nos damos ao direito de usar o programa para bravatas pessoais. Fazemos, isto sim, piadas com o que é notícia."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.